Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Alterações da cor


Se existir anemia, o revestimento da boca empalidece e perde a sua cor rosada saudável, mas adquire de novo a cor normal ao tratar-se a anemia.

O médico, ou o dentista, deve examinar as áreas da boca que apresentam uma alteração de cor recente, porque podem indicar uma doença das glândulas supra-renais ou um cancro (melanoma). As zonas brancas que aparecem em qualquer parte da boca são, com frequência, simples resíduos de alimentos, de limpeza fácil. Mas se a zona estiver em carne viva e doer, e se sangrar ao limpá-la, pode tratar-se de uma infecção por leveduras (sapinhos).

As zonas brancas na boca podem também dever-se ao espessamento das camadas de queratina, áreas que se denominam leucoplasia. A queratina é uma proteína resistente que normalmente protege a camada externa da pele, mas também se encontra em pequenas quantidades no revestimento bucal. Às vezes, a queratina pode formar-se na boca, em particular nas pessoas que fumam ou usam rapé.

Podem observar-se áreas avermelhadas da boca (eritroplasia) quando o revestimento bucal se adelgaça e os vasos sanguíneos se tornam mais visíveis do que o normal. As áreas brancas ou vermelhas podem ser não cancerosas (benignas), pré-cancerosas ou cancerosas (malignas); essas áreas necessitam, sem adiamentos, de controlo por parte do odontologista ou do médico.

Quando uma pessoa apresenta dentro das bochechas ou ao lado da língua uma malha fina e transparente de linhas brancas (líquen plano), pode além disso sofrer uma erupção cutânea com ardores. O líquen plano causa feridas dolorosas, mas a maioria das vezes não se torna incómodo.

Umas manchas podem ser o primeiro sintoma do sarampo. Estas aparecem na superfície interna das bochechas em frente dos molares, semelhantes a grãos minúsculos de areia branca rodeados de uma auréola vermelha (manchas de Koplik).

Palato

Uma irritação ou infecção podem alterar a cor da abóbada palatina. O palato de um velho fumador de cachimbo tem um aspecto branco rugoso, com muitas manchas vermelhas (palato de fumador). Deve recorrer-se ao médico, ou ao dentista, se determinadas feridas duram mais de duas semanas.

Podem aparecer no palato umas manchas vermelhas do tamanho de uma cabeça de alfinete devidas à ruptura de vasos sanguíneos (petéquias) depois de praticar, de forma intensa, sexo oral com um parceiro de sexo masculino. Estas manchas desaparecem em poucos dias; no entanto, também podem indicar uma alteração sanguínea ou uma mononucleose infecciosa. Na maioria dos casos as áreas vermelhas sobredimensionadas do palato são consequência do uso de dentaduras postiças mal ajustadas ou que permanecem na boca demasiado tempo. De um modo geral, todas as próteses dentárias móveis, excepto as próteses de ortodôncia, devem retirar-se antes de se deitar, limpar e colocar num copo de água. Os que sofrem de SIDA podem apresentar placas purpúreas no palato causadas pelo sarcoma de Kaposi. O médico pode tratá-las com o fim de aliviar o mal-estar e melhorar o aspecto da abóbada palatina.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)