Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Alterações dos lábios


Os lábios podem sofrer alterações de tamanho, de cor e de superfície. Algumas destas alterações são inócuas; por exemplo, à medida que se envelhece, os lábios podem tornar-se mais finos. Outras alterações podem indicar problemas de saúde.

Tamanho dos lábios

As reacções alérgicas podem ser consequência da sensibilidade a certos alimentos, medicamentos, cosméticos ou inclusive a partículas irritantes suspensas no ar. Uma reacção deste tipo pode causar o inchaço dos lábios. No entanto, desconhece-se a causa em 50 % dos casos.

Outros processos podem causar inflamação labial. O angiodema, uma doença hereditária, produz ataques recidivantes de inflamação labial. O mesmo acontece com determinadas doenças não hereditárias. Tal é o caso do eritema multiforme, das queimaduras pelo sol ou dos traumatismos. Alguns casos de inflamação labial grave podem requerer injecções de corticóides e outros cirurgia para reduzir o tamanho dos lábios e melhorar o seu aspecto.

Com a idade, os lábios tendem a tornar-se mais finos; no entanto, por razões estéticas, estes podem ser avolumados com injecções de colagénio ou gordura extraídos de outras partes do corpo. Apesar de tudo, a cirurgia labial envolve algum risco de distorção do bordo externo e liso do lábio.

Cor e superfície dos lábios

A origem da descamação labial pode ser atribuída aos raios solares, ao clima frio e seco ou então a uma reacção alérgica ao lápis labial, ao dentífrico, ao alimento ou à bebida. De um modo geral, os lábios voltam à normalidade quando se suprime a causa. Às vezes, o médico pode prescrever uma pomada de corticosteróides para interromper a descamação.

É comum que a exposição ao sol resseque e endureça os lábios, especialmente o inferior. Umas sardas vermelhas e uma película esbranquiçada são manifestações que aumentam a possibilidade de um cancro ulterior. Este tipo de lesão solar grave pode reduzir-se cobrindo os lábios com um bálsamo labial com protecção solar ou resguardando o rosto dos raios nocivos do Sol com um chapéu de aba larga.

As sardas e as áreas com manchas irregulares pardacentas (máculas melânicas) são comuns à volta dos lábios e podem durar vários anos, mas não são preocupantes.

No entanto, pequenas manchas negro-pardacentas espalhadas podem ser a manifestação de uma doença intestinal hereditária na qual se formam pólipos no estômago e nos intestinos (síndroma de Peutz-Jeghers). A síndroma de Kawasaki pode secar e gretar os lábios e também inflamar o revestimento da boca.

A inflamação dos lábios (queilite) pode provocar dor, irritação e inflamação nas comissuras da boca, assim como gretas e descamação. Também pode aparecer uma infecção por fungos nas comissuras. A queilite pode ser consequência da carência de vitamina B (riboflavina) na dieta, mas esta deficiência é pouco frequente nos países desenvolvidos.

Se as dentaduras postiças completas não separarem os maxilares adequadamente, podem formar-se pregas cutâneas verticais e irritações da pele nas comissuras da boca. O tratamento consiste em adaptar ou substituir as dentaduras postiças.

Uma forma de cancro da pele pode ser uma área em relevo ou uma inflamação que endureça o bordo dos lábios.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)