Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Intubação


A intubação é um processo que consiste em passar uma pequena e flexível sonda de plástico através do nariz ou da boca até ao interior do estômago ou do intestino delgado.

Este processo pode ser utilizado com fins diagnósticos ou terapêuticos. Embora a intubação possa provocar espasmos e náuseas em algumas pessoas, não provoca dor. O tamanho da sonda varia em função do objectivo da intubação.

A intubação nasogástrica (passar uma sonda através do nariz até ao estômago) pode ser utilizada para obter uma amostra de líquido gástrico. Os médicos podem confirmar se o estômago contém sangue ou podem analisar a acidez do seu conteúdo, a quantidade de enzimas e outras características. Nas vítimas de intoxicações, as amostras de líquido procedentes do estômago podem ser analisadas para identificar o tóxico. Em alguns casos, deixa-se a sonda colocada, de tal forma que se possam obter diferentes amostras ao longo de várias horas.

A intubação nasogástrica pode também ser utilizada como tratamento de certos problemas. Por exemplo, pode ser instilada água fria no estômago para ajudar a controlar uma hemorragia, podem ser retiradas ou neutralizadas com carvão activado as substâncias tóxicas do estômago ou podem ser administrados alimentos líquidos aos pacientes que não possam engolir.

Por vezes, procede-se à intubação nasogástrica para aspirar de forma contínua o conteúdo do estômago. A sonda é ligada a um aspirador que absorve o gás e os líquidos do estômago. Isto ajuda a aliviar a pressão quando o aparelho digestivo está bloqueado ou não funciona correctamente.

Na intubação nasoentérica introduz-se uma sonda mais comprida através do nariz e pelo estômago até ao intestino delgado. Este procedimento pode ser usado com o fim de obter amostras do conteúdo intestinal, aspirar líquidos de forma contínua ou administrar alimentos. Uma sonda com um pequeno instrumento na sua extremidade pode ser utilizada para fazer uma biopsia (obtenção duma amostra de tecido intestinal para estudo). No tecido pode ser analisada a actividade de certos enzimas, pode-se observar o tecido ao microscópio ou podem-se fazer estudos noutros sentidos. Devido ao facto de o estômago e de o intestino delgado não percepcionarem a dor, estes procedimentos são indolores.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)