Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Excesso de ferro


O excesso de ferro é tóxico e provoca vómitos, diarreia e lesões intestinais. Pode-se acumular ferro no corpo quando uma pessoa se submete a uma terapia com quantidades excessivas ou durante demasiado tempo, quando recebe várias transfusões ou no alcoolismo crónico. A doença por excesso de ferro (hemocromatose) é uma perturbação hereditária em que se absorve demasiado ferro potencialmente mortal mas facilmente tratável. Em geral, os sintomas não se manifestam até à meia-idade e o seu desenvolvimento é insidioso. A pele adopta uma coloração bronzeada, produz-se cirrose, cancro hepático, diabetes e insuficiência cardíaca e o paciente falece prematuramente. Os sintomas podem incluir artrite, impotência, infertilidade, hipotiroidismo e fadiga crónica. As análises de sangue podem determinar se uma pessoa tem excesso de ferro. Todos os parentes de uma pessoa afectada devem ser examinados. As sangrias repetidas constituem o tratamento preferido. O diagnóstico precoce e o tratamento permitem uma sobrevivência longa com uma qualidade de vida muito normal.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)