Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Hipotiroidismo


O hipotiroidismo é uma afecção em que a glândula tiróide tem um funcionamento anómalo e produz muito pouca quantidade de hormona tiróidea. O hipotiroidismo muito grave denomina-se mixedema.

Na tiroidite de Hashimoto, a causa mais frequente de hipotiroidismo (Ver secção 13, capítulo 145), a glândula tiróide aumenta e o hipotiroidismo aparece anos mais tarde, devido à destruição gradual das zonas funcionais da glândula. A segunda causa mais frequente de hipotiroidismo é o tratamento do hipertiroidismo. O hipotiroidismo costuma verificar-se quer seja pelo tratamento com iodo radioactivo, quer pela cirurgia.

A causa mais frequente de hipotiroidismo em muitos países em vias de desenvolvimento é a carência crónica de iodo na dieta, que produzirá um aumento do tamanho da glândula, reduzindo o seu rendimento (bócio hipotiróideo). Contudo, esta forma de hipotiroidismo desapareceu em muitos países, desde que os fabricantes de sal começaram a juntar iodo ao sal de mesa e desde que se utilizam desinfectantes com iodo para esterilizar os úberes das vacas. Outras causas, mais raras, de hipotiroidismo incluem algumas afecções herdadas, em que uma anomalia enzimática nas células da tiróide impede que a glândula produza ou segregue quantidade suficiente de hormonas tiróideas. Outras perturbações pouco frequentes são aquelas em que o hipotálamo ou a hipófise não produzem a hormona na quantidade suficiente para estimular o funcionamento normal da tiróide.

Sintomas

A insuficiência tiróidea provoca uma decadência geral das funções do organismo. Em acentuado contraste com o hipertiroidismo, os sintomas do hipotiroidismo são subtis e graduais e podem ser confundidos com uma depressão. As expressões faciais são toscas, a voz é rouca e a dicção lenta; as pálpebras estão caídas, os olhos e a cara tornam-se inchados e salientes. Muitos doentes com hipotiroidismo aumentam de peso, têm prisão de ventre e são incapazes de tolerar o frio. O cabelo torna-se ralo, áspero e seco, e a pele torna-se áspera, grossa, seca e escamosa. Em muitos casos desenvolve-se a síndroma do canal cárpico, que provoca formigueiro ou dor nas mãos. (Ver secção 6, capítulo 70) O pulso torna-se mais lento, as palmas das mãos e as plantas dos pés aparecem um pouco alaranjadas (carotenemia) e a parte lateral das sobrancelhas solta-se lentamente. Algumas pessoas, sobretudo os adultos, ficam esquecediças e parecem confusas ou dementes, sinais que facilmente se podem confundir com a doença de Alzheimer ou outras formas de demência.

Sem tratamento, o hipotiroidismo no fim pode causar anemia, uma descida da temperatura corporal e insuficiência cardíaca. Esta situação pode agravar-se e aparecer confusão, estupor ou coma (coma mixedematoso), uma complicação mortal em que a respiração se torna lenta, o doente tem convulsões e a corrente sanguínea cerebral diminui. O coma mixedematoso pode ser desencadeado pela exposição ao frio ou por uma infecção, um traumatismo e medicamentos como sedativos e tranquilizantes, que inibem o funcionamento cerebral.

Tratamento

O hipotiroidismo trata-se com a substituição da hormona tiróidea deficiente, mediante um dos diversos preparados orais existentes. A forma preferida é a hormona tiróidea sintética, T4. Outra forma, a hormona tiróidea dessecada, obtém-se das glândulas da tiróide de animais. Em geral, a forma dessecada é menos satisfatória porque a dose é mais difícil de adaptar e os comprimidos têm quantidades variáveis de T3.

O tratamento em pessoas de idade avançada inicia-se com doses baixas de hormona tiróidea porque os efeitos secundários podem ser graves se a dose for demasiado alta. A dose aumenta gradualmente até que se restabeleça a normalidade dos valores sanguíneos da hormona estimulante da tiróide. A medicação, em geral, será tomada durante toda a vida. Em situações urgentes, como o coma mixedematoso, os médicos podem administrar hormona tiróidea por via endovenosa.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)