Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Destruição aumentada dos glóbulos vermelhos


Os glóbulos vermelhos têm uma vida média de aproximadamente 120 dias. Quando envelhecem, a medula óssea, o baço e o fígado encarregam-se de os eliminar. Se uma doença destrói os glóbulos vermelhos prematuramente (hemólise), a medula óssea tenta compensar esta perda produzindo outros novos glóbulos vermelhos rapidamente (até 10 vezes mais que a proporção normal). Quando a destruição dos glóbulos vermelhos excede a sua produção, verifica-se uma anemia hemolítica. Esta anemia não é tão frequente como as anemias causadas pela perda de sangue ou pela diminuição da produção de glóbulos vermelhos.

A destruição dos glóbulos vermelhos aumenta quando aparecem certos factores. O baço pode aumentar (esplenomegalia), um obstáculo na circulação sanguínea pode romper as células e certos anticorpos podem combinar-se com os glóbulos vermelhos e fazer com que o sistema imunitário os destrua em virtude de uma reacção auto-imune. Por vezes os glóbulos vermelhos são destruídos por apresentarem anomalias na sua forma, superfície, função ou no tipo de hemoglobina que contêm. A destruição dos glóbulos vermelhos pode ter lugar em perturbações como o lúpus eritematoso sistémico e em certos cancros, particularmente os linfomas. Vários medicamentos como a metildopa, a dapsona e a sulfamida também podem destruir os glóbulos vermelhos.

Os sintomas de anemia hemolítica são semelhantes aos de outras anemias. Por vezes a hemólise é súbita e grave e origina uma crise hemolítica que se manifesta com calafrios, febre, dor de costas e de estômago, dores ligeiras de cabeça e uma acentuada descida da pressão do sangue. A icterícia e a urina escura podem ocorrer porque o conteúdo dos glóbulos vermelhos lesados é lançado no sangue. O baço aumenta de tamanho, visto que está encarregado de eliminar os glóbulos vermelhos lesados; em certas ocasiões, isto provoca dor abdominal. A hemólise prolongada pode produzir cálculos biliares pigmentados, um tipo pouco frequente de cálculo biliar composto pelos elementos escuros dos glóbulos vermelhos.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)