Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Pele seca


A pele seca é muito frequente, em especial nas pessoas de idade avançada. As causas habituais são o clima frio e os banhos frequentes. O banho elimina a gordura superficial e então a pele tende a secar. A pele seca pode ficar irritada e costuma provocar comichão (por vezes, soltam-se pequenas escamas e formam-se escaras). As escamas costumam afectar a parte inferior das pernas.

Por vezes a pele extremamente seca (ictiose) deriva de uma doença escamosa hereditária, como a ictiose simples ou a hiperqueratose epidermolítica. Uma pessoa com ictiose simples apresenta escamas finas, mas não bolhas. Os doentes com hiperqueratose epidermolítica têm escamas grossas semelhantes a verrugas e a bolhas dolorosas que exalam um odor desagradável. A ictiose também é consequência de perturbações não congénitas, como a lepra, o hipotiroidismo, o linfoma, a SIDA e a sarcoidose.

Tratamento

A chave para tratar a secura da pele é mantê-la húmida. Lavar-se menos vezes permite que os óleos protectores permaneçam mais tempo na pele. Os unguentos ou os cremes como a gelatina de petróleo (vaselina), o óleo mineral ou os hidratantes sem aroma também podem reter a humidade da pele. Os sabões e detergentes fortes, bem como os perfumes de certos hidratantes, irritam a pele e podem secá-la ainda mais. Esfregar ou coçar a pele seca pode provocar uma infecção com posterior desenvolvimento de cicatrizes.

Quando as escamas constituem um problema, existem soluções ou cremes com ácido salicílico que podem eliminá-las. Nos adultos, o médico pode recomendar envolver a pele com uma ligadura oclusiva feita de uma película de plástico ou celofane depois de aplicar estes tratamentos. No que diz respeito às crianças, deve-se prescindir do uso destas ligaduras.

Em algumas formas graves de ictiose, os cremes que contêm vitamina A (tretinoína) são muito eficazes. Os compostos derivados de vitamina A ajudam a que a pele elimine o excesso de escamas. O etretinato, um fármaco semelhante à vitamina A, usa-se para certas formas de ictiose. Nos casos de hiperqueratose epidermolítica, podem ser utilizados antibióticos e um poderoso sabão desinfectante como a clorexidina.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)