Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Dermatite crónica das mãos e dos pés


A dermatite crónica das mãos e dos pés inclui um conjunto de perturbações em que as mãos e os pés se inflamam e se irritam com frequência.

A dermatite crónica das mãos dá-se em consequência de uma sucessão de trabalhos e de contactos com substâncias químicas. A dermatite crónica dos pés surge pelas condições de humidade e temperatura que as meias e os sapatos criam. A dermatite crónica pode fazer com que se sinta comichão ou dor na pele das mãos e dos pés.

A dermatite de contacto, um tipo de dermatite crónica das mãos, costuma dever-se a uma irritação causada por substâncias químicas (como os sabões) ou pelo uso de luvas de borracha.

O pomfolix, uma doença crónica que dá origem a bolhas que provocam comichão nas palmas das mãos e nos lados dos dedos, também pode aparecer nas plantas dos pés. As bolhas são escamosas, vermelhas e, além disso, exsudam. O pomfolix recebe por vezes o nome de disidrose, que significa «sudação anormal», mas a doença não tem nada a ver com o suor.

A infecção micótica é uma causa frequente de erupção nos pés, especialmente sob a forma de bolhas diminutas ou profundas erupções vermelhas. Em determinados casos, a pessoa que tem uma infecção micótica crónica nos pés desenvolve dermatite nas mãos devido a uma reacção alérgica ao fungo.

Tratamento

O tratamento da dermatite crónica depende da causa. Na maioria dos casos, o melhor tratamento consiste em eliminar a substância química que esteja a irritar a pele. Podem-se aplicar cremes com corticosteróides para tratar a inflamação. As infecções bacterianas que possam surgir nas úlceras abertas da pele tratam-se com antibióticos. Quando a causa dos sintomas é um fungo, usa-se um antimicótico.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)