Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Dermatite seborreica


A dermatite seborreica é uma inflamação das camadas superficiais da pele que provoca escamas no couro cabeludo, na cara e, ocasionalmente, noutras zonas.

A dermatite seborreica afecta habitualmente vários membros da mesma família e o clima frio costuma piorá-la.

Sintomas

A dermatite seborreica costuma aparecer gradualmente, provocando uma escamação seca ou gordurosa no couro cabeludo (caspa), por vezes com comichão, mas sem perda de cabelo. Nos casos mais graves aparecem pápulas amareladas ou avermelhadas ao longo do risco do penteado, por trás das orelhas, no canal auditivo, sobre as sobrancelhas, na cana do nariz, à volta do nariz e no peito. Nos bebés com menos de um mês, a dermatite seborreica pode provocar uma lesão com crosta, amarela e espessa (gorro do lactente) e, por vezes, uma escamação amarela por trás das orelhas, além de pápulas vermelhas na face. Frequentemente, com a erupção do couro cabeludo aparece também outra, muito persistente, na zona da fralda. As crianças mais crescidas podem desenvolver na pele lesões espessas, persistentes e com grandes escamas.

Tratamento

Nos adultos, o couro cabeludo pode ser tratado com champôs que contenham zinco, sulfureto de selénio, ácido salicílico, sulfureto ou alcatrão. A pessoa usa em regra estes champôs diariamente até controlar a caspa e, depois, duas vezes por semana. Geralmente, o tratamento deve continuar durante vários meses. Se a dermatite reaparecer depois de se suspender o tratamento, pode começar-se de novo. As loções que contêm corticosteróides também se usam na cabeça e noutras áreas afectadas. Na cara só se deverão usar loções com corticosteróides não muito potentes, como a hidrocortisona a 1 %. Até os corticosteróides fracos devem ser utilizados com precaução porque o uso prolongado pode reduzir a espessura da pele e provocar outros problemas. Se a terapia com corticosteróides não eliminar as lesões, em alguns casos usa-se um creme com quetoconazol.

Nas crianças pequenas que apresentam uma crosta espessa no couro cabeludo, todas as noites se pode esfregar suavemente com ácido salicílico em óleo mineral sobre a lesão, utilizando uma escova de dentes macia. Além disso, há que lavar a erupção com champô todos os dias até a crosta desaparecer.

Nos lactentes, o couro cabeludo lava-se com um champô suave para bebés e, de seguida, aplica-se um creme com hidrocortisona.

Dermatite seborreica

Esta figura mostra algumas localizações da dermatite seborreica.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)