Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Eritema nodoso


O eritema nodoso é uma doença inflamatória que provoca inchaços (nódulos) vermelhos muito dolorosos sob a pele, geralmente sobre as canelas, mas, por vezes, também nos braços e noutras zonas.

Muitas vezes o eritema nodoso não é uma doença isolada, mas sim um sintoma de outro processo ou então da alergia a um fármaco. Os jovens adultos são mais propensos a sofrer deste mal, que se pode repetir durante meses ou anos. Nas crianças, o eritema nodoso segue-se quase sempre à dor de garganta, especialmente à causada por estreptococos. Nos adultos, as causas mais frequentes são as infecções estreptocócicas e a sarcoidose. Outras causas incluem a lepra, a coccidioidomicose, a histoplasmose, a tuberculose, a psitacose, o linfogranuloma venéreo e a colite ulcerosa. Esta doença também pode ser uma reacção aos fármacos (em especial às sulfamidas, aos iodetos, aos brometos e aos contraconceptivos orais).

Sintomas e diagnóstico

O eritema nodoso costuma aparecer na zona das canelas e parece uma série de contusões salientes que passam gradualmente de uma cor rosada para um tom castanho-azulado. É frequente a pessoa ter dores nas articulações e febre; por vezes, os gânglios linfáticos do peito aumentam de tamanho.

Os nódulos dolorosos costumam ser o principal sintoma para o médico. A biopsia de um nódulo (colher uma amostra e examiná-la ao microscópio) pode ajudar a estabelecer o diagnóstico. Não existem análises de laboratório específicas que identifiquem a causa subjacente.

Tratamento

Suspendem-se os fármacos que possam provocar eritema nodoso e trata-se qualquer infecção subjacente. Se a doença for provocada por uma infecção estreptocócica, a pessoa pode ter de tomar antibióticos durante um ano ou mais, se for necessário.

O repouso pode ajudar a aliviar a dor que os nódulos provocam. Se se descobre que a causa não é uma infecção ou um fármaco, o médico pode recomendar a aspirina, que pode ser muito eficaz. Os nódulos podem ser tratados de forma individualizada, injectando neles um corticosteróide; porém, se forem muito numerosos, por vezes prescrevem-se comprimidos de corticosteróides.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)