Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Infestação de piolhos


A infestação por piolhos (pediculose) provoca comichão intensa e pode afectar praticamente qualquer zona da pele.

Os piolhos são insectos sem asas, visíveis, que se transmitem facilmente de pessoa para pessoa através do contacto corporal ou depois de partilhar roupa e outros elementos pessoais. Os piolhos que se encontram na cabeça são muito semelhantes aos que se localizam no corpo, mas na realidade são espécies diferentes. Os piolhos que se encontram na zona púbica têm o corpo mais largo e curto que os das outras duas espécies. A sua forma arredondada torna-os semelhantes às ladilhas (origem da denominação popular destes parasitas). Os piolhos da cabeça e do púbis vivem directamente na pessoa; no entanto, os piolhos corporais também costumam encontrar-se nas peças de vestuário que estão em contacto com a pele.

Os piolhos da cabeça transmitem-se por contacto pessoal e pela partilha de pentes, escovas, chapéus e outros objectos pessoais. A infestação estende-se, por vezes, às sobrancelhas, às pestanas e à barba. Os piolhos da cabeça são um tormento para as crianças de idade escolar, seja qual for o seu estrato social.

Os piolhos do corpo não se transmitem tão facilmente com os da cabeça. Costumam infestar as pessoas cuja higiene é deficiente e as que vivem em espaços limitados ou em instituições sobrelotadas. Estes piolhos podem transmitir doenças como o tifo, a febre das trincheiras e a febre recorrente.

Os piolhos do púbis, que infestam a zona genital, transmitem-se normalmente durante as relações sexuais.

Sintomas

A infestação por piolhos provoca comichão intensa. O coçar insistente causa escoriações da pele, que se podem complicar com infecções bacterianas.

Por vezes, os gânglios linfáticos da parte posterior do pescoço inflamam-se em virtude de uma infestação do couro cabeludo. As crianças mal se apercebem da presença de piolhos na sua cabeça ou só sentem uma ligeira irritação no couro cabeludo. A comichão que os piolhos do corpo provocam é geralmente mais intensa nos ombros, nas nádegas e no abdómen. Os piolhos do púbis provocam comichão à volta do pénis, da vagina e do ânus.

Aspecto dos piolhos

Estas ilustrações mostram os diversos aspectos dos três tipos de piolhos. Os piolhos medem até 3 mm de comprimento.

Piolho da cabeça
Piolho do corpo
Piolho púbico

Diagnóstico

A fêmea do piolho põe ovos brilhantes, branco-acinzentados (lêndeas), que se podem ver como glóbulos minúsculos que se fixam firmemente nos pêlos. Os piolhos do corpo adultos e os seus ovos encontram-se não só nos pêlos do corpo, mas também nas costuras das peças de vestuário que estão em contacto com a pele. Os piolhos do púbis espalham umas manchas minúsculas de cor pardacenta (excrementos dos piolhos) na roupa interior, na zona em que estão em contacto com os órgãos genitais e o ânus. Os piolhos do púbis são particularmente difíceis de encontrar e podem aparecer como pequenas manchas azuladas sobre a pele. Ao contrário dos outros piolhos, as lêndeas aparecem na base dos pêlos, muito perto da pele.

Tratamento

Das medicações contra os piolhos, a permetrina é a mais segura, eficaz e agradável de usar. O lindano (que se pode aplicar sob a forma de creme, de loção ou de champô) também cura as infestações por piolhos, mas não é apropriado para as crianças devido ao facto de em situações excepcionais poder causar complicações neurológicas. Por vezes utiliza-se também a piretrina. Todos estes medicamentos podem ser irritantes e todos eles requerem uma segunda aplicação 10 dias depois para eliminar os piolhos recém-nascidos.

Ovos do parasita

Os ovos do parasita têm o aspecto de pequenos glóbulos aderentes firmemente ao cabelo.

A infestação das pestanas e das sobrancelhas é difícil de tratar; habitualmente os parasitas são retirados com pinças. A gelatina de petróleo simples pode eliminar ou debilitar os piolhos instalados nas pestanas. Se as fontes de infestação (pentes, chapéus, peças de vestuário e roupa de cama) não são desinfectados por aspiração, lavagem e passagem a vapor ou por limpeza a seco, os piolhos podem persistir neles vivos e voltar a infestar a pessoa.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)