Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Celulite orbitária


A celulite orbitária é uma infecção dos tecidos que rodeiam o globo ocular.

A infecção pode propagar-se a partir dos seios perinasais, dos dentes ou da corrente sanguínea ou então desenvolver-se depois de uma cirurgia do olho. Os sintomas da celulite orbitária são olhos salientes, menor movimento ocular e inflamação e escurecimento do globo ocular. Se não for tratada de forma adequada, a celulite orbitária pode provocar cegueira, infecção do cérebro e da espinal medula e coágulos de sangue no cérebro.

Diagnóstico e tratamento

Os médicos em geral podem reconhecer a celulite orbitária sem recorrer a testes de diagnóstico. No entanto, para determinar a causa pode ser necessária uma avaliação mais exaustiva, que inclua uma revisão aos dentes e à boca, bem como radiografias ou uma tomografia axial computadorizada (TAC) para analisar os seios. Com frequência, os médicos obtêm amostras do revestimento do olho e da pele, do sangue, da garganta ou dos seios e enviam-nas para o laboratório para a respectiva cultura. Estas análises ajudam a determinar que tipo de bactéria está a provocar a infecção e que tratamento deverá ser utilizado.

Os antibióticos orais são administrados nos casos ligeiros; os antibióticos intravenosos são aplicados em casos graves. O antibiótico que for usado no início pode ser mudado se os resultados da cultura indicarem que outro resultará mais eficazmente. Por vezes, recorre-se à cirurgia para drenar um foco de infecção (abcesso) ou um seio infectado.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)