Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Sistemas orgânicos


Embora um órgão, em particular, desempenhe funções específicas, há órgãos que funcionam como parte de um grupo denominado sistema; é a unidade de organização em que se baseia o estudo da medicina, a classificação das doenças e a planificação dos tratamentos. Neste manual a exposição dos temas está organizada em unidades didácticas à volta deste conceito.

O aparelho cardiovascular é um exemplo de um sistema. É composto pelo coração (cárdio) e pelos vasos sanguíneos (vascular). Este sistema tem a seu cargo a circulação do sangue. Outro exemplo é o aparelho digestivo que se estende da boca ao ânus; recebe os alimentos, digere-os e elimina os resíduos pelas fezes. É formado pelo estômago, pelo intestino delgado e pelo intestino grosso, que mobilizam os alimentos. Também inclui órgãos como o pâncreas, o fígado e a vesícula biliar, os quais produzem enzimas digestivos, eliminam substâncias tóxicas e armazenam as substâncias necessárias para a digestão. O sistema musculoesquelético é formado por ossos, músculos, ligamentos, tendões e articulações que, no seu conjunto, sustentam e dão mobilidade ao corpo.

A função de um sistema está relacionada com a de outros sistemas. Por exemplo, o aparelho digestivo necessita de mais sangue para cumprir as suas funções quando se ingere uma refeição abundante e para isso recorrerá aos sistemas cardiovascular e nervoso. Neste caso, os vasos sanguíneos do aparelho digestivo dilatam-se para transportar mais sangue, ao mesmo tempo que o cérebro recebe impulsos nervosos indicando-lhe que há um aumento de trabalho. Mais ainda, o aparelho digestivo estimula de forma directa o coração através de impulsos nervosos e de substâncias químicas libertadas na corrente sanguínea. O coração responde com maior irrigação sanguínea; o cérebro, por seu lado, reduz a sensação de apetite, aumenta a de saciedade e diminui o interesse por actividades que pressuponham um gasto energético.

A comunicação entre órgãos e sistemas é fundamental uma vez que permite regular o funcionamento de cada órgão de acordo com as necessidades gerais do organismo. O coração deve saber se o corpo está em repouso para reduzir o ritmo cardíaco e aumentá-lo quando os órgãos requerem mais sangue. Os rins necessitam de saber se existe um excesso ou uma deficiência de líquido no organismo, para proceder à sua eliminação pela urina ou à sua conservação quando o corpo está desidratado.

As constantes biológicas mantêm-se graças à comunicação. Graças a este equilíbrio, que se denomina homeostase, não existe nem excesso nem defeito no funcionamento dos órgãos e cada um facilita as funções dos outros.

A comunicação necessária para a homeostase produz-se através do sistema nervoso ou através de estímulos de substâncias químicas. A complexa rede de comunicação que regula as funções corporais é controlada, na sua maioria, pelo sistema nervoso autónomo. O sistema funciona sem que a pessoa tenha consciência disso e sem que se aperceba de um sinal evidente de que ele está a actuar.

As substâncias químicas utilizadas na comunicação denominam-se transmissores. As hormonas são transmissores produzidos por um órgão, que viajam para outros órgãos através do sangue. Os transmissores que conduzem as mensagens para diferentes partes do sistema nervoso denominam-se neurotransmissores.

A hormona adrenalina é um dos transmissores mais conhecidos. Quando alguém se encontra, repentinamente, perante uma situação de stress ou de medo, o cérebro envia uma mensagem para as glândulas supra-renais para que de imediato libertem a adrenalina; esta substância química põe rapidamente o organismo em estado de alerta para que possa reagir de maneira adequada ao estímulo. O coração bate mais rapidamente e com mais intensidade, as pupilas dilatam-se para receber mais luz, a respiração acelera-se e a actividade do aparelho digestivo diminui para permitir que chegue mais sangue aos músculos. O efeito é rápido e intenso.

Outras comunicações químicas são menos espectaculares, mas igualmente eficazes. A este respeito, quando o corpo se desidrata e portanto necessita de mais água, diminui o volume de sangue que circula pelo sistema cardiovascular. Esta diminuição é percebida pelos receptores das artérias do pescoço que respondem enviando impulsos através dos nervos para a hipófise, uma glândula situada na base do cérebro que, então, produz a hormona antidiurética, a qual, por sua vez, estimula o rim para que diminua a produção de urina e retenha mais água. Simultaneamente, a sensação de sede que é percebida pelo cérebro estimula a ingestão de líquidos.

Além disso, o corpo é dotado de um grupo de órgãos, o sistema endócrino, cuja função é a de produzir hormonas que regulam o funcionamento dos outros órgãos. A glândula tiróide produz a hormona tiroideia que controla o ritmo metabólico (velocidade das funções químicas do corpo), o pâncreas produz a insulina, que controla o consumo dos açúcares, e as glândulas supra-renais produzem a adrenalina, que estimula vários órgãos e prepara o organismo para enfrentar o stress.




Principais sistemas de órgãos
Sistema
Órgãos do sistema
Cardiovascular Coração
Vasos sanguíneos (artérias, capilares, veias
Respiratório Nariz
Boca
Faringe
Laringe
Traqueia
Brônquios
Pulmões
Pele Pele
Muscoloesquelético Músculos
Tendões e ligamentos
Ossos
Articulações
Circulatório

Glóbulos vermelhos e plaquetas
Plasma (parte líquida do sangue)
Medula óssea (onde se produzem as células sanguíneas)
Baço
Timo

Digestivo Boca
Esófago
Estômago
Intestino delgado
Intestino grosso
Fígado
Vesícula biliar
Pâncreas (a parte que produz enzimas)
Endócrino Glândula tiroideia
Glândula paratiroideia
Glândulas supra-renais
Pâncreas (a parte que produz insulina)
Urinário Rins
Uréter
Bexiga
Uretra
Reprodutor masculino Pénis
Próstata
Vesículas seminais
Canais deferentes
Testículos
Reprodutor feminino Vagina
Colo do útero
Útero
Trompas de Falópio
Ovários


Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)