Merck Sharp & Dohme - Portugal
MSD Portugal Publicacoes MSD
Pesquisa
IntroduçãoAjuda


Imprimir Enviar Artigo

Dor na superfície plantar do pé anterior


A dor na superfície plantar do pé anterior deve-se com frequência a lesões dos nervos entre os dedos do pé ou então das articulações entre os dedos e o pé.

Lesões dos nervos

Os nervos que estimulam a planta do pé e os dedos encontram-se entre os ossos dos dedos. A dor na superfície plantar da zona anterior do pé pode dever-se à acção de tumores não cancerosos dos tecidos nervosos (neuromas), localizados entre a base do terceiro e do quarto dedo (neuroma de Morton), embora possam também apresentar-se entre outros dedos. Os neuromas costumam desenvolver-se apenas num pé e são mais frequentes nas mulheres que nos homens.

Na sua fase inicial, o neuroma pode causar apenas um leve incómodo em torno do quarto dedo, por vezes acompanhado de uma sensação de ardor ou de formigueiro. Estes sintomas são geralmente mais pronunciados quando a pessoa usa certo tipo de calçado. À medida que a afecção progride, pode irradiar uma sensação de ardor constante para as pontas dos dedos, independentemente do tipo de calçado que se use. A pessoa também pode sentir como se tivesse uma pedra dentro da superfície plantar anterior do pé. O diagnóstico baseia-se na história do problema e no exame do pé. As radiografias, a ressonância magnética (RM) e a ecografia não identificam com precisão esta doença.

As injecções de corticosteróides misturados com um anestésico local, assim como o uso de palmilhas no calçado podem, em geral, aliviar os sintomas. Pode ser necessário repetir as injecções duas ou três vezes, com intervalos de uma a duas semanas. Se estes tratamentos não ajudarem, a extracção cirúrgica do neuroma alivia com frequência o mal-estar por completo, mas pode causar insensibilidade permanente na zona.

Bursite no calcanhar

Normalmente, só se encontra uma bolsa no calcanhar, entre o tendão de Aquiles e o osso (calcâneo). Esta bolsa pode ficar inflamada, inchar e doer, tendo como resultado uma bursite anterior do tendão de Aquiles. Pode-se formar uma bolsa protectora (adventícia) entre o tendão de Aquiles e a pele em consequência de uma pressão anormal e de uma disfunção do pé. Esta bolsa também se pode inflamar, inchar e doer e, por conseguinte, produzir uma bursite posterior do tendão de Aquiles.  

Dor nas articulações dos dedos do pé

A dor nas articulações dos quatro dedos mais pequenos do pé é um problema muito comum cuja causa mais frequente é o mau alinhamento das superfícies articulares. Este mau alinhamento pode ser consequência de um pé pouco ou muito arqueado, que faz com que os dedos permaneçam dobrados (dedos em martelo). A fricção constante do calçado contra os dedos curvados produz um espessamento da pele sobre a articulação, formando-se um calo. O tratamento alivia a pressão causada pelo mau alinhamento. Pode ser útil um calçado mais fundo ou um calçado com almofadas; também pode estar indicada a cirurgia para endireitar os dedos e tirar o calo.

A artrose do dedo grande do pé, extremamente frequente, pode ser consequência de diversas posições ao estar-se de pé e ao andar, inclusive a tendência a rodar o pé para dentro ao andar (pronação). Por vezes, uma lesão no dedo grande do pé também pode causar artrose com dor. A dor articular no dedo grande do pé piora quase sempre com o uso de calçado. Mais tarde, a pessoa pode sentir-se incapaz de dobrar este dedo enquanto caminha. Não se nota uma sensação de calor ao tacto na zona dolorosa.

O princípio fundamental do tratamento é o uso de um calçado com dispositivos que corrijam o movimento impróprio do pé e aliviem a pressão nas articulações afectadas. Uma dor de aparecimento recente no dedo grande do pé pode ser aliviada por meio da tracção do dedo e de alguns exercícios que movam e estendam a articulação. As injecções com um anestésico local podem aliviar a dor e diminuir o espasmo muscular, de maneira que a articulação possa mover-se mais facilmente. Também se pode injectar um corticosteróide para diminuir a inflamação. Se estes tratamentos não derem bons resultados, uma intervenção cirúrgica pode aliviar a dor.



Política de Privacidade Termos de Utilizaçao Direitos Reservados © 2006 MERCK SHARP & DOHME PORTUGAL Merck & CO., (USA)